Porquê a Diversidade?

Nas empresas que adotaram medidas promoção da diversidade noutros países Europeus, foram registados diversos efeitos positivos, tais como:

  • Redução do número de reclamações e queixas (internas e externas)
  • Redução na rotatividade de pessoal
  • Aumento do desenvolvimento dos trabalhadores (as)
  • Melhorias ao nível do atendimento e satisfação dos(as) clientes
  • Aumento da ligação entre atividades dos(as) trabalhadores(as) e estratégia da empresa
  • Melhorias em termos de atitudes, comportamentos e conduta interna
  • Melhoria das abordagens de marketing

Valorizar a diversidade significa mobilizar as diferenças e semelhanças de cada pessoa para o benefício da organização, de forma a que possam contribuir de igual forma para o desenvolvimento do negócio.

A Diversidade corporativa é uma prioridade a integrar na estratégia global da organização. Além de um imperativo ético, contribui para o seu crescimento, sustentabilidade e competitividade económica.

É uma vantagem competitiva que cria valor acrescentado.

Criar um ambiente inclusivo não se trata apenas de adoção de medidas parcelares para a inclusão de um determinado grupo. Trata-se de gerar ambientes inclusivos que favoreçam todos(as) e cada um (a) com o conjunto das suas caraterísticas. Trate-se de formatar uma forma de pensar e agir transversal a toda a organização e onde todos(as) desempenham um papel.

Texto traduzido do original: “Practical guide to launch and implement a Diversity Charter” EU

 

Diversidade:

A diversidade (do latim diversĭtas) é uma noção que se refere à diferença, à variedade, à abundância de coisas distintas ou à divergência.

Pluralismo:

O pluralismo é um conceito que tem aplicações em diversos âmbitos e que está associado à convivência e à troca entre pessoas bastante diferentes umas das outras. Um sistema plural é aquele que aceita, reconhece e valoriza a existência de diferentes posições, opiniões ou pensamentos e procura aprofundar conhecimento através delas. Assim sendo, Pluralismo é um processo contínuo, uma postura e uma atitude, que permite enriquecimento e aprendizagem através do conhecimento mútuo (e não um produto).